23
Jul 10
FOLCLORE PÓVEIRO Os poveiros pelo Natal e dias seguintes principiavam a correr as ruas batendo às portas com a pergunta. VAI, OU NUM VAI . Conforme e resposta que de dentro vinha de dentro da casa, principiavam as cantar as JANEIRAS. Se a resposta era de bom tom, isto é se a resposta era VAI, logo iniciavam uma “versalhejação” de agrado para quem a iria ouvir. Se a resposta era NÃO, imediatamente uns versos de chacota eram proferidos : Esta casa cheira a unto. Aqui mora algum defunto ! SANTO ANTÓNIO Quereis cantar raparigas Univos ao regimento, P’ra festejar Santo António, Não faltar ao divertimento ! Festejemos com alegria. Santo António neste dia ! SÃO JOÃO Donde vindes São João, Pela praia c’o engaço ? Venho de dizer adeus, Às cachopas do argaço . Arriba, arriba, cachopas do feno, Quem paga o vinho é o Zé Pequeno. D’ondes vindes São João Que vindes tão molhadinho? Venho da rua das Hortas, De regar o cebolinho. Arriba, arriba, cachopas, arriba ! Quem é pequeno não chega à medida. Ó que lindo baptizado, Que vai no rio Jordão! São João baptizou Cristo, E Cristo a São João ! VERSOS DE SÃO PEDRO Nas praias da Galileia Andava o Santo São Pedro Com sua rede ao mar Sem ter confusão nem medo ! Ora vede, raparigas vede, Como São Pedro lança a rede ! Andava o Santo São Pedro Com toda sua companhia Andava “ descursuado “ Pela pouca pescaria ! Descrevem a vida de São Pedro, a sua negação de Cristo, a sua ida para o deserto. Perdoa-lhe Cristo e São Pedro vai para Roma, e tantos milagres fazia que até Curava o mal da eresipela Sarava com toda a cautela. VIRA Ela: Se vires o mar vermelho, Não te assustes, que é sagrado ; São as lágrimas de sangue, Que por ti tenho chorado. Ele : Maria, minha Maria, O demónio te atentou ; Eras com’ó peixe na água O mimo te derrancou ! Ela: O rouxinol no loureiro, Tem cantar solitário, Nunca pode ter juízo, Quem toda a vida foi vário ! Ele: Pega nas tuas cantigas, Deita-as atrás duma caixa ; Que eu só cheiro ao ramalhete, E tu, só fedes a graxa ! Ela : Fiz a cama no sargaço, A cama no tojo, Se algum dia te quis, Agora me metes nojo ! CONFUSÕES A minha sogra é minha irmã e minha mãe. Os meus filhos são netos da minha sogra que é minha irmã e logo são sobrinhos da minha mãe que é minha irmã. O meu sogro é meu pai e avó dos meus filhos, e os meus filhos são sobrinhos do meu sogro que é meu cunhado. E eu sou portanto cunhado do meu sogro que é pai da minha mulher. Se ele tiver filhos, agora já não nem sei o que serão eles a mim ! TOADA DAS ALMA Pelo final do mês de Novembro, realiza-se sempre no pequeno templo de Santo André, no areal, nos confins de Aver o Mar ou já em Aguçadoura, uma romaria , talvez a ultima romaria do ano para a pescaria, onde as castanhas assadas são o principal presigo do dia. Nesta romaria há um costume muito antigo que é praticado pelas moças solteiras que atiram uma pequena pedra para o telhado da pequena ermida, dizendo : “ Vai pedrinha abençoada. Para eu para o ano vir casada !” Depois vem as toadas : Resgatai as almas, Ó Pastor do mundo. Daquele lugar, Junto ao profundo! Sede em meu favor, Salvador do Mundo; E das almas santas, Do largo profundo ! Resgatais as almas, Ó pastor eterno, Daquele lugar Junto ao Inferno ! Sede com mais fervor, Salvador do Mundo E das demais Senhor. Do largo profundo. Ó Pastor das almas, Pedi ao Senhor, Que nos dê sardidinha, Pelo seu amor! Como o caminho era mau, pelo lamacentos carreiros, seguiam junto à língua da maré, o que trazia algumas vantagens, pois podiam “ correr a praia “ e aproveitar alguma coisa que a maré arrojasse à língua da maré, e assim : Santo André Pela beira mar, Pela areia fina, É um regalo andar |
publicado por Varziano às 16:25

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
22

25
26
27
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2013

2012

2011

2010

2009

2008

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO